segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Insônia: transformação filosófica

Vivi.
Amei, errei, aprendi.
Vivo.
Amo, erro, aprendo.
Viverei.
Amarei, errarei, aprenderei.
Viveria.
Amaria, acertaria, e então nada teria a aprender.

Na hipótese não há perfeição.

Um comentário:

Nagy disse...

Lindo poemaaa...lindona!
*-*

Bjooo.